domingo, 4 de outubro de 2009

Sporting – 0 Belenenses – 0: Fim de ciclo!

Do jogo pouco há a falar. Mais um jogo empastado, jogadores com três velocidades (lento, lentinho e parado) e no final um zero total coroados com um coro de assobios monumental.

Do campeonato também pouco há a falar. Estamos a 10 pontos do líder, independentemente de ser o Sporting de Braga, e ainda só estamos no início de Outubro.

Importante para mim é falar da estrutura do Sporting!

Sempre fui um apoiante de Paulo Bento, reconheço o trabalho meritório durante estes anos, conseguindo quatro segundos lugares, duas supertaças e duas taças de Portugal com uma equipa remendada e imatura. No entanto, neste momento percebe-se uma equipa apática, sem fio de jogo, sem ligação entre os sectores, com claras lacunas nas bolas paradas, faltas de atitude regulares, e no final um treinador assumindo a ausência de explicações para os maus desempenhos, lembrando que terá de rectificar para o próximo jogo que até ao momento ainda não apareceu.

Sempre fui apoiante da estabilidade, continuo a acreditar no imenso potencial de Paulo Bento, mas julgo que se fechou um ciclo por falta de capacidade actual do treinador, sendo neste momento o problema em vez da solução. A equipa já provou principalmente nos jogos grandes que tem potencial para muito mais, mas precisa de um líder ambicioso, com provas dadas e capaz de galvanizar esta equipa para vitórias regulares e bons espectáculos de futebol.

José Eduardo Bettencourt é o homem certo no lugar certo e certamente perceberá que a mudança é necessária, renovando a ambição de todos os sportinguistas, desta vez a partir da estrutura do futebol do Sporting.

Sporting Forever!

15 comentários:

Pedja disse...

assim espero ... apoio todas as linhas k escrevest ... espero k seja p breve e não apenas no final da época

el matador disse...

Mas quantas vezes já se disse que já tinha sido o fim de ciclo?

el matador disse...

Mas quantas vezes já se disse que já tinha sido o fim de ciclo?

Gonçalo disse...

Pedja:

Não podemos adiar esta saída. A equipa bateu no fundo, o treinador mostra-se incapaz de inverter a situação há vários jogos e já estamos a 10 pontos do líder. Portanto, não vamos esperar uma classificação histórica pela negativa para mudar o rumo da situação, ao menos com uma nova estrutura há esperança numa época melhor e na preparação da próxima com maior cuidado e estabilidade!

SL

Gonçalo disse...

El Matador:

Já há fins de ciclo anunciados há vários meses, mas na altura achava exagerado dado o trabalho e os resultados razoáveis que a equipa apresentava. Neste momento, julgo que a situação é insustentável!

SL

degas disse...

Continuo a acreditar que a estrutura interna do Sporting (JEB)saberá tomar a melhor decisão para o Sporting.

Sublinho k ainda não estou convencido k o problema principal do Sporting é o treinador.

SL

Armando Silva disse...

Demasiado mau... Custa-me dizer tal coisa, mas a margem de manobra deste ciclo é cada vez menor, se é que não deveria ter chegado mesmo ao fim. O actual estado das coisas é insuportável...

Grande abraço caro amigo

Gonçalo disse...

Degas:

O problema principal do Sporting é a estrutura desgastada e com dois nomes à cabeça: Pedro Barbosa e Paulo Bento.

Está á vista de todos, quanto mais adiamos, pior...

SL

Gonçalo disse...

Armando Silva:

Chegou o final deste ciclo, percebo esta onda em quase toda a massa sportinguista e com razão, apenas estranho as declarações de JEB e o silêncio do Sporting nesta segunda-feira...

SL

FMota disse...

Deste mau inicio de campeonato, destaco o seguinte: é necessário haver mudança no Sporting. Não é novidade para ninguém, está à vista de todos que algo não está bem. Agora sou um bocado séptico em relação a qual é a mudança necessária. Na minha opinião quem está mal são os adeptos, sócios e simpatizantes. Claro que quem paga com isto não serão os adeptos. Quem paga é o elo mais fraco. O Treinador. E na minha opinião é mesmo por ai que tem de se começar. É muito mais fácil demitir um treinador do que demitir adeptos, sócios, simpatizantes ou jogadores. Aliás, não é mais fácil é impossível que isso aconteça. Assim, como disse, tem de haver mudança. A equipa está mal. A equipa tem uma pressão fora do normal. A equipa não pode errar uma única vez. A única forma de tirar essa pressão é sair o treinador, é o mais fácil. Por mais que se diga que o Sporting não tem o poder financeiro dos SLB e do FCP, isso é que não deve servir de desculpa. A equipa reforçou-se mais este ano do que em anos anteriores (manutenção de jogadores chave não gera receita e acarreta mais encargos com ordenados e prémios de jogo). A equipa precisa de alma. A equipa precisa da força de apoio. E está visto que esse apoio pode vir se o treinador for demitido. Por mais que o Paulo Bento seja bom (que na minha opinião é), já não consegue retirar pressão, que é o grande mal na equipa. Assim, penso que, embora seja uma mudança precipitada, no meu entender tem de ser tomada. Outra coisa que tem de mudar é o director desportivo, função essa que este ano não existe quem a exerça. Outra opção seria colocar um homem forte na direcção do futebol do Sporting, ou seja ter um verdadeiro Director desportivo, com peso na equipa, com peso na imprensa. Um guarda-costas que de oportunidade ao treinador de fazer o que realmente tem de fazer….treinar. Retirar pressão sobre o treinador e jogadores. Essa, para mim, seria a opção mais acertada. Dar um murro na mesa e trocar quem está realmente mal, que, mais uma vez digo que não é o treinador. Agora espero que o Sr. José Eduardo Bettencourt tome a opção correcta e que, pelo menos, mude alguma coisa na raiz. Se tiver de ser o treinador, olhem, que seja.

Gonçalo disse...

FMota:

A responsabilidade não está só nos adeptos, senão não seria possível aguentar um treinador durante quatro anos no comando do Sporting. Os adeptos percebem a falta de capacidade actual da equipa e dos técnicos, e mostram o seu desagrado natural fruto da sua exigência óbvia.
A mudança passa pela saída de Paulo Bento e de Pedro Barbosa, e apoio a entrada de um director desportivo à imagem implacável de José Veiga! Não estou a dizer que quero o Veiga, longe disso...

Saudações Leoninas

FMota disse...

http://www.sportingapoio.com/noticias/manuel-jose-no-plantel-so-ha-cinco-com-a-dimensao-do-sporting/

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

ProsasVadias disse...

Vejam bem sou do tempo do Damas, aquele que ainda hoje é o meu ÍDOLO.Daí terem já passado muitas luas e sóis pela minha vida sportinguista. Diz a lenda que não é por morrer uma andorinha. Vou agora ao que me interessa realçar: Liedson a ser aplaudido em pleno estádio da Luz no jogo Portugal-Hungria após mais uma "nuance" de um artista que chegou tarde ao futebol. O "míudo" Liedson foi uma das melhores aquisiçõe sdo Sporting nas últimas décadas. Claro que não irei falar do Yazalde. Isso daria horas de conversas. O que penso ser necessário no futebol português era menos clubite e fanatismo e também menos doses de folclore "futeboleiro" e mais entendimento do jogo jogado e dos seus artistas. da sua evolução enquanto jogo jogado. Muto menos intervencionado do exterior. Arbitragem profissional e profissionalizada. Evolução de conceitos e práticas. No fundo que a paixão do futebol não nos faça esquecer outras modalidades e outros artistas. É que o Sporting é um clube eclético. Um abraço para todoa "à Sporting".

Gonçalo disse...

Prosas Vadias:

É sempre bom receber-te neste blogue, pelo teu discurso assertivo e conhecimento da história do futebol do Sporting que conheço apenas de ouvido.
Concordo com a tua análise ao futebol actual, hoje em dia fala-se mais de arbitragens do que de tácticas, quando o mais bonito dos programas de debate futebolístico são os poucos minutos em que se comentam os grandes golos e os meandros estratégicos de cada equipa. Quanto à arbitragem profissional, tenho as minhas dúvidas, mudem-se os actores primeiro...

Um abraço à Sporting e volta sempre :)